O que é Black Hat SEO – Descubra o que o Google não Gosta

Criar Site no Webnode Grátis

O que é Black Hat SEO

Black Hat SEO, será que sem querer você está fazendo isso?
Se você quer ter um site bem posicionado nas pesquisas do Google, deve aprender como aplicar algumas técnicas White SEO e consequentemente deve também conhecer quais são as técnicas de Black Hat SEO.

Mas, calma… Você deve conhecê-las justamente para saber o que não fazer na hora em que estiver aplicando a otimização do seu site.

Você bem deve saber que o Google é o maior site de pesquisas da internet, e ele tem o poder de te colocar na primeira página, como também te tirar completamente da indexação, ou seja, te penalizar. E acredito que você não quer de jeito nenhum correr esse risco…

Pois assim você poderia fracassar de vez nos Negócios Online…

Pois é, se você não sabe, pode até ter o seu domínio penalizado se for detectado em uma de suas páginas o chamado excesso de otimização para os robots.

Então fique atento agora para aprender o que são técnicas de Black Hat SEO para correr longe dessas ciladas e não ter o seu site tirado das indexações dos mecanismos de buscas.

O que é Black Hat SEO

  • Content Spinning: Existem alguns softwares que realizam modificações automáticas de textos. O que eles fazem, é alterar termos de um texto por palavras similares, e isso é uma prática condenada pelo Google, pois se trata de cópia de conteúdo do mesmo jeito. Não existe muito desses geradores aqui no Brasil, porém nos EUA muitos realizavam esse procedimento para encher de conteúdos aleatórios os sites, e todos baseados em cópias automáticas. A dica é simples, sempre crie conteúdo original, evite conteúdo copiado, e não use softwares spinning.
  • Keyword Stuffing: Quando você está trabalhando na criação de um artigo, é muito normal que você pense como usar determinadas palavras-chave no contexto dele. É realmente interessante você prezar por uma boa densidade de palavras-chave, mas se você exagerar nelas, facilmente estará envolvido em uma estratégia de Black Hat, que se chama Keyword Stuffing. Por isso, esteja atento e pense em entregar um bom texto para o leitor e não otimize tanto para não ter problemas com os crawlers.
  • Hidden Content: Ao criar um site, o que todo mundo quer é que ele fique bem acessível as pessoas. Conquistar o topo da SERP é sonho de muitos… Porém, você já pensou alguma vez em encher de palavras-chave suas páginas e coloca-las escondidas? Da mesma cor do fundo do seu site para que as pessoas não vissem essa otimização, só mesmo os buscadores? Acredite, isso já funcionou certo tempo atrás. Mas, o Google detectou, e hoje em dia, o site que faz isso é considerado como SPAMMER, e não, não vai conseguir ranquear melhor com essa técnica mais.
  • Footer Links from Affiliates: Uma outra técnica que até funcionava em tempos em que o Google ainda não considerava certas artimanhas… Bem, tenho certeza que você já deve ter acessado algum site com links no rodapé. Pois, principalmente, muitos desenvolvedores colocavam seus sites no Footer, e ao longo do tempo com links e mais links, eles conseguiam manipular os resultados de pesquisa e aparecer na primeira página do Google. Isso pode acontecer com links de afiliados também, mas saiba que hoje em dia, isso pode penalizar os dois sites que fazem isso.
  • Unnatural Link Building: Até mesmo os chamados Guest Posts serviam para a construção de Backlinks. Só que muitas pessoas começaram a criar Guest Posts indiscriminadamente, até mesmo para blogs de nichos diferentes, com conteúdo de baixa qualidade, apenas para conseguir cada vez mais backlinks. Além do que, as pessoas costumavam divulgar excessivamente os blogs em diretórios de artigos, classificados de todo lugar, e isso acabou caracterizando como SPAM. A criação não natural de links é prejudicial, porém, se você investe em Guest Posts, pode continuar fazendo, contanto que coloque sempre o rel=”nofollow” nos links e que troque artigos de qualidade para seu site.
  • Link Stuffing: Não se deve exagerar na quantidade de link building, e muito menos criar várias âncoras com a exata keyword da URL. O Google preza por backlinks naturais, sem manipulações para elevar um site.
  • Low Quality Content: Se você tem um blog, deve pensar sempre como que um visitante gostaria de ler aquele texto? Com palavras que dessem pra ter uma boa compreensão sobre o assunto, ou com uma manifestação de termos só para os robots? Nem 8 ou 80, você não deve pecar pela baixa otimização ou excesso dela, preze pelo conteúdo de qualidade tanto para leitores quanto para mecanismos.
  • Over Optimized Anchor Text: Não pense muito em SEO, pois o Google não gosta de sites extremamente otimizados. Pense num conteúdo de alta qualidade para seus visitantes. Quando você for apontar para algum endereço faça variações de termos, para não forçar muito a barra. Não crie links sempre com a exata palavra-chave, como citado anteriormente.

Artigo cedido por: Como Lucrar na Internet

Gostou do artigo O que é Black Hat SEO? Ainda tem dúvidas sobre otimização no Google? Então deixe um comentário abaixo.

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry
1

One thought on “O que é Black Hat SEO – Descubra o que o Google não Gosta

  1. Muito Bom Celso.

    Principalmente na questão dos Guest Posts que está virando uma febre. Se o blogueiro quer mesmo é a autoridade do link, colocar um nofollow, não será nada interessante para ele. Por isso, o melhor é criar uma boa lista de e-mail para fidelizar o tráfego e deixar que os links aconteçam naturalmente.
    Abraços.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Crie seu Site Grátis no Webnode