Como aproveitar-se dos Plagiadores para ganhar mais visitantes

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry

Passando a perna nos outros

Os plagiadores estão por todos os lados a espreita de novos conteúdos para copiarem para seus sites com a intenção de gerar visitas e possivelmente ganhar dinheiro com o trabalho alheio. Mas infelizmente não existe uma forma eficaz de impedir que seu conteúdo seja copiado por outros ou de rever os direitos por um trabalho copiado.

É claro que existem opções como denúncia de conteúdo no caso do Blogger ou WordPress.com ou registro de conteúdo, que permite processar o plagiador com grandes chances de ganhar ou então entrar em contato com a empresa de hospedagem que armazena o site do plagiador, que segundo a política de uso dos serviços oferecidos pela empresa, também pode dar um jeito na situação.

Se não me engano, caso eles se neguem a solucionar o problema e você quiser iniciar um processo judicial, a empresa de hospedagem também pode ser processada.

O grande problema é que tudo isso consome tempo e dinheiro, eu sei disso porque meu conteúdo é copiado muitas vezes e se eu fosse correr atrás de todos eles, acabaria ficando louco e gastando uma grana preta com advogados. Por isso eu acho que a melhor opção seria utilizar estes mesmo plagiadores preguiçosos para gerar links passivos e visitas para nossos sites/blogs.

Acontece que os plagiadores são em sua natureza, muito preguiçosos (porque se não fossem, não estariam copiando conteúdo alheio) e não estão dispostos a editarem o conteúdo antes de publicarem em seus próprios blogs, por conta disso, acabam mantendo o conteúdo da mesma forma em que ele se encontra no blog original. Isso quer dizer que ele vai manter os textos, imagens e links. Isso mesmo, links que estejam presentes no conteúdo e que apontem para seu site.

Aqui mesmo no CriarSites.com, eu sempre vejo meus artigos sendo copiados em outros sites e blogs e em boa parte deles, os links que apontam para o meu blog são mantidos, o que a longo prazo pode representar em um grande volume de visitantes extras.

criar site gratis em portugues
Digo isso porque além das visitas diretas que chegarão ao seu site através dos links, eles também vão ajudar a melhorar o desempenho de seu site nos mecanismos de busca como o Google, já que os links que apontam para um determinado site são considerados votos de credibilidade e tendem a aumentar o reconhecimento que o Google tem sobre o site que recebe o link, melhorando o posicionamento das páginas.

Confira abaixo como você pode aproveitar de quem se aproveita de seu conteúdo.

Adicione links dentro do conteúdo

Além de ajudar a manter os visitantes mais tempo dentro de seu site e melhorar o desempenho de suas páginas nos buscadores, a inclusão de links dentro do próprio conteúdo de seu site/blog, poderão gerar links extras para o seu site no site de que copia seu conteúdo.

Por isso é muito importante que você adicione links apontando para páginas internas de seu site sempre que possível, pois assim você estará beneficiando seu site de diversas formas.

Utilize um sistema de proteção de conteúdo

proteçãoRecentemente eu publiquei um artigo falando sobre o Tynt, que é um sistema de proteção de conteúdo, que é capaz de gerar um link de volta para o artigo original no final do texto, sempre que o conteúdo for copiado, seja para envio por email, redes sociais ou para publicação em outro site.

Desta forma, mesmo que não exista nenhum link dentro do conteúdo, o link no final do artigo garantirá que os visitantes possam encontrar o conteúdo original em seu site.

Instale um plugin de artigos relacionados

Se você utiliza o WordPress ou qualquer outra plataforma que permita gerar links para artigos relacionados, você poderá utilizar este recurso para gerar links extras nos blogs que copiam o seu conteúdo via Feed de forma automática. Aqui no CriarSites.com por exemplo, eu utilizo o WP Related Posts, que me permite configurá-lo para enviar os links relacionados também no Feed.

Se você estiver utilizando uma plataforma ou programa que não permita gerar os links relacionados automaticamente, poderá criá-los manualmente, adicionando uma lista com uns 5 links no final de seus artigos.

Instale um plugin que adiciona informações no Feed

Outra dica interessante para quem utiliza o WordPress é o plugin RSS Footer. Este plugin permite exibir qualquer tipo de informação no final do artigo que é enviado no Feed, que pode ser um texto simples, um ou mais links ou mesmo um banner no final do conteúdo, como eu faço aqui no CriarSites.com

Desta forma, sempre que um plagiador copiar seu conteúdo de forma automática pelo Feed, as informações que você adicionar no plugin serão copiadas no blog do plagiador, o que irá gerar mais visitas para você.

Confira abaixo a imagem que mostra meu conteúdo que foi copiado em outro blog e que foi mantido o banner gerado com o RSS Footer e também os links gerados pelo WP Related Posts.

conteúdo plagiado

Conclusões
Boa parte do conteúdo copiado nem sequer chegam a aparecer nos resultados das buscas, já que aparentemente o Google está pegando mais pesado com quem faz isso após o Google Panda. Portanto, como eu citei no começo deste artigo, combater os plagiadores seria bem complicado e trabalhoso, por isso eu acho que o mais sensato seria se aproveitar deles para gerar mais visitantes para seu próprio blog. Se não pode vencê-los, use eles.

Gostou deste artigo? Então deixe um comentário e /ou divulgue nas redes sociais.

Posts Relacionados

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry

Sobre Celso Lemes

Celso Lemes é Blogueiro profissional. Vivo de blogs, blogo para viver, vivo blogando, blogando eu vou vivendo.   Baixe grátis o e-book 12 Passos para Divulgar seu Site ou Blog.
Adicionar a favoritos link permanente.

25 Comments

  1. Bruno Simomura

    Olá Celso,

    Infelizmente tenho que dizer que plagiadores são “raças” de pessoas que realmente não tem nenhum tipo de pensamento expansionista, partindo pela “facilidade” ao invés da criação de algum conteúdo. Mas acho que você citou bem as alternativas para combater o plágio, em destaque o plugin para adicionar informações no RSS, que é seguramente uma das formas mais comuns que os plagiadores utilizam para capturar novos conteúdos.

    O Tynt é outra ferramenta também muito boa, além de gerar um link de retorno e felizmente, graças ao Panda, muitas coisas estão mudando, inclusive o grau de relevância por “data de publicação”, valorizando sempre o primeiro conteúdo e a originalidade de cada artigo, e parte-se do pressuposto que um artigo com vários links internos, também reflete uma dificuldade maior ao plagiador em tentar assumir uma versão “única” do que copiou.

    A batalha da originalidade Vs plágio sempre existirá, mas se temos ferramentas de grande qualidade para promover esse diferencial, devemos utilizar sabiamente.

    Fica aquele abraço e uma ótima segunda-feira.

  2. Como se já não bastasse todo o trabalho envolvido para a criação e manutenção do blog, ainda tem-se que combater (ao menos tentar) os plagiadores. Agora eu pergunto, será que o plagiador pensa que realmente vai impulsionar seu ‘blog’ copiando conteúdo de outros ?! kkk .Abrs

  3. Ver o nosso artigo copiado na integra por outro blogueiro realmente não é nada satisfatório (em pensar que levamos algum tempo até escrever o artigo). Por isso tento pensar que se alguém copiou, é porque o artigo é bom e alguém gostou.
    Mas usar estas técnicas, principalmente a de criar links no texto é uma ótima para se dar bem com isso.
    Bem na realidade, eu tento é não esquentar a cabeça com isso. Se quiserem copiar que copiem (o Panda está a solta).

    • Criador Sites,
      Uma vez eu li em algum lugar que se você tiver inimigos (ou no caso, plagiadores, mas também poderia ser invejosos) é porque você está fazendo sucesso.
      Eu também não esquento mais a cabeça com isso. Não tem como evitar.

      Abraço!

  4. Fazer Facebook

    Acho que realmente vale muito apena investir em link’s passivos, o cara acaba tge fazendo um favor ao reproduzir o conteúdo.

  5. Essas dicas são ótimas. Não que vai resolver 100% o problema, mas vai dificultar os plagiadores.
    Sempre acompanho o seu blog, mas nunca tinha comentado antes. Parabéns pelo site e sucesso.
    Abraço.

  6. Olá Celso,
    Excelente artigo, já tive alguns artigos copiados, mas não dei muita importância, pois o que fale o é o primeiro que escrever certo? Mas vou usar suas dicas.

    Fabio Vasconcelos

    • Fabio,
      Pelo menos na teoria deveria estar valendo o que publicar primeiro, mas infelizmente o Google ainda falha as vezes. Mas ele melhorou muito com o Google Panda e creio que no futuro, os sangue sugas nem sequer vão aparecer nos resultados das buscas.

      Abraço!

  7. Arlindo Armando

    Não pode contra o inimigo, junte-se a ele. Esta é uma frase que nessa ocasião se faz verdadeira. Passei a usar o Tynt e ja adicionei ele como complemento em um artigo sobre plagio que escrevi. O artigo esta bem completo, parabéns Celso.

    Abraços, Arlindo Armando

  8. Celso, fantástica dica! É triste você escrever um artigo e um meliante colar na integra, todos temos criatividade, podemos usar outros artigos como inspiração, sempre dando os créditos e não colando na integra.

  9. Edvaldo Dias Solique

    Olá, Celso!
    Mesmo compartilhando um assunto de outro blog e apontando a fonte, isto também é Plagio? Mesmo porque está sendo compartilhado o link do autor.
    Como que o Google entende este caso? Pois o link está saindo do blog que compartilhou!

    • Edvaldo,
      Não seria classificado com plágio porque você não assinou o conteúdo como sendo de sua autoria. Mas de qualquer forma, se você está pegando o conteúdo de outras pessoas sem permissão, mesmo que apontando o link, você estará infringindo as leis de direitos autorais.

      Abraço!

  10. Uma vantagem que vejo a longo prazo, tambem pode ser o pagerank, pois muitos sites plagiadores, as vezes ainda tem pr2 ou pr3 o que acaba ajudando um pouco, embora o pr nao seja mais tao importante quanto ja foi um dia.

  11. Lucas Antônio

    E se alguém que plagiou, colocasse os créditos? Teria algum problema? Porque se eu faço isso, eu coloco créditos, não importa quando!

  12. Ótimas dicas!

    Toma muito do tempo da gente que cria conteúdo original tentar parar os plagiadores, esta sua dica de colocar links de páginas internas do nosso próprio blog é ótima!

    Infelizmente, eu não posso usar o Tynt, pois futuramente disponibilizarei códigos para Blogger entre outros, e se alguém copiar, o link aparece por engano.

    Abraço.

  13. Olá Celso

    Chato é ver que o pessoal copia os posts na íntegra, mudando só o título e sem dar crédito algum. Alguns puxam por ferramentas automáticas, porque levam até os links internos intactos hahaha
    Quando fazem cópia parcial de um artigo ou outro, ou dão crédito com link, geralmente nem ligo.
    Mas para outros casos, tem o DMCA; se o copiador usa AdSense, vai rodar!

  14. André Larios

    Olá Celso

    Muito bom esse sistema de proteção de conteúdo, provavelmente os plagiadores nem irão apagar o link.

  15. Olá Celso!
    Dicas muito boas, principalmente a de gerar os links também nos feeds que eu não sabia.
    Aproveito para perguntar se devemos ou não aprovar as Pingbacks (se tornam comentários dentro do post) geradas por nossos arquivos clonados?
    Grande abraço!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *